Novos projetos tecnológicos buscarão ampliar eficiência operacional do TCE

Os membros do colegiado do Tribunal de Contas do Estado (TCE), além dos conselheiros substitutos e procuradores do Ministério Público de Contas, acompanharam na manhã desta quinta-feira, 10, uma explanação acerca das novidades desenvolvidas pela Diretoria de Modernização e Tecnologia (DMT) com a perspectiva de aprimorar o trabalho do órgão no exercício do controle externo. 

_MG_6852.JPGA apresentação foi conduzida pelo diretor da DMT, Cláudio Luiz da Silva, que enfatizou a capacidade de interação entre os novos projetos, permitindo que o Tribunal avance na sua eficiência operacional: "Fizemos uma atualização de todos os projetos de tecnologia desenvolvidos no Tribunal numa visão mais estratégica, mais gerencial, mostrando que os projetos estão se realizando, que saíram da prancheta e são realidade"

Na oportunidade foram mostradas ferramentas como o Sagres, que é o novo sistema de captura de informação dos jurisdicionados; a integração com a esfera estadual através de fibra ótica; a implementação do processo eletrônico e o sistema de Planejamento, Execução e Controle de Auditoria (Peca).
_MG_9769.JPG"No Peca é onde está a inteligência do modelo; os outros sistemas são basilares, de captura e informação, já o Peca qualifica essa informação gerando subsídio para a atividade de auditoria", concluiu o diretor Cláudio Luiz.

Estiveram na reunião a vice-presidente do TCE, conselheira Susana Azevedo, os conselheiros Carlos Alberto Sobral, Carlos Pinna, Ulices Andrade, Luiz Augusto Ribeiro e Angélica Guimarães; os conselheiros-substitutos Rafael Fonsêca e Alexandre Lessa; o procurador-geral do MP de Contas, João Augusto Bandeira de Mello, e os procuradores Eduardo Côrtes e Luis Alberto.